Federer mudou dinâmica do tênis, diz Anderson

Johanesburgo (África do Sul) – Pela segunda temporada, o sul-africano Kevin Anderson fechou o ranking entre os 10 melhores do mundo. Aos 32 anos e um dos jogadores mais altos da história a competir em alto nível – é superado apenas pelo norte-americano John Isner -, ele diz que idade e altura têm outro referencial no tênis moderno:
“Essa história de ser velho é cada vez menos relevante. A fo …

Leia mais em TenisBrasil

Source: TenisBrasil